G-KZDPBHECNM
top of page
  • Foto do escritorMaria Tosin

Não Abra!: terror traz demônio indiano para te perturbar


No dia 26 de outubro a convite da Imagem Filmes assistimos o mais novo terror dos mesmos produtores de “Corra!”, filme dirigido por Jordan Peele e ganhador do Oscar de Melhor Roteiro Original em 2018. O terror “Não Abra!” chega aos cinemas dia 2 de novembro e você já pode conferir o que achamos do filme!


Sobre o enredo

O filme acompanha Sam, uma adolescente que lida com os conflitos entre sua origem indiana e sua vida nos EUA. Na escola, Sam nota que sua ex-amiga Tamira está estranha e carregando um pote para todos os lados, ela então tenta entender o que está acontecendo, mas acidentalmente liberta uma antiga entidade demoníaca. Sam tenta salvar a colega, mas o demônio não a deixa em paz, ela então precisa desvendar segredos ancestrais para salvar Tamira.


Sobre o roteiro

Depois da decepção de “O Exorcista: O Devoto” esse ano, confesso que estava pouco confiante com essa produção, mas o que me chamou a atenção foi o fato de ser dos mesmos produtores de “Corra!”, um dos filmes que para mim é o melhor do gênero terror/suspense.


Partindo para o roteiro, eu realmente não sei o que acontece com o gênero terror que praticamente ODEIA desenvolver seus personagens antes de incluir o terror na trama, nessa produção esse mesmo erro é cometido. Logo no início percebemos que Sam e Tamira são indianas, tinham uma ligação próxima, mas acabaram se afastando pois Sam queria estar mais próxima a cultura americana, porém essa relação não é minimamente desenvolvida, algo que deixaria o terror muito melhor.

Os efeitos especiais são bons e capazes de nos dar aquele medinho, há cenas bastante perturbadoras, inicialmente o demônio não aparece, mas ao final da trama conferimos um visual bem assustador do mesmo. O filme possui poucos jumpscares, mas a trilha sonora tensa misturada com momentos de silêncio é o que faz a diferença, algo que estava muito presente também no filme “Corra!”. Preciso também elogiar o roteiro, depois de conferirmos tantos filmes usando demônios muito conhecidos do cristianismo, ele traz um demônio da cultura hindu e budista. Mas com certeza a melhor parte é o final, que conseguiu ser surpreendente.

Sobre o demônio

Filmes de terror inspirados em histórias reais normalmente são vistos com outros olhos e esse é o caso de “Não Abra!”. A história é inspirada em um momento real do diretor Bishal Dutta, ele visitou a casa de um amigo da família e conheceu a filha dele, que conversava com um pote vazio. Após um comentário sobre o pote, ele começou a ouvir barulhos estranhos em sua própria casa à noite.

O demônio utilizado no filme é o “Pishacha”, acredita-se que ele se alimenta da vitalidade e da carne humana e é necessário realizar um ritual de exorcismo para retirá-lo, o que é deixado bem claro no longa.


Sobre o elenco

Megan Suri interpreta Sam, mas a atriz ficou conhecida por interpretar Aneesa na série “Eu Nunca…” da Netflix, mesmo tendo uma aparência meiga, ela consegue interpretar muito bem nas cenas de horror. A produção também conta com Betty Gabriel que atuou em “Corra!” e Beatrice Kitsos que atuou em “O Brinquedo Assassino” e em “O Exorcista”. A julgar pelos atores pouco conhecidos, o elenco entregou o máximo que podia e fez o que se esperava deles.


Nosso veredito

“Não Abra!” apesar de iniciar de forma clichê já entregando boa parte do enredo do filme, a produção consegue fazer um bom terror que serve para causar medo. Além de inserir um novo demônio no enredo e fugir de tudo que já foi feito, o roteiro consegue quebrar o roteiro um tanto clichê no início com cenas e um final no mínimo peculiar, mas você vai ter que assistir para descobrir, me recuso a dar spoilers. Para quem não estava esperando muito desse filme, posso dizer que é um bom filme de terror e que vale a pena ser visto no Halloween.



Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page