G-KZDPBHECNM
top of page
  • Foto do escritorTatiana Lousada

Tempos de Barbárie: a realidade brasileira é a morte de inocentes


Na quarta-feira (09/08) fomos convidados pela Paris Filmes para assistir antecipadamente o filme brasileiro Tempos de Barbárie: Ato I: Terapia da Vingança, que irá estrear dia 17 de agosto nos cinemas. Esse filme conta com grandes atores do cinema brasileiro, como Cláudia Abreu, Júlia Lemmertz e Alexandre Borges, e traz uma história de luto e como lidar com ele.


Sobre o enredo

O filme é uma mistura de ação e drama, se passa na cidade do Rio de Janeiro e conta a história de uma família que tem sua vida destruída após a filha entrar em coma por conta de uma tentativa de fuga da blitz de bandido. Carla, a mãe interpretada por Cláudia Abreu, procura ajuda para poder superar a morte de sua filha, e acaba por frequentar um grupo de apoio com outros pais que também perderam seus filhos em casos parecidos.


Contudo, mesmo indo diversas vezes ao grupo de apoio, Carla não consegue se sentir bem consigo mesma e precisa colocar um ponto final. Para isso, ela vai atrás do bandido que assassinou sua filha, de quem vendeu a arma para ele e do maior traficante de armas, para conseguir entender o motivo daquilo ter acontecido com ela.


Nessa hora é colocada muitas questões em causa, como quem tem culpa na hora da morte de uma pessoa, se é de quem comete o ato, de quem vendeu a arma ou de quem trafica a arma para dentro do país. Para responder essas questões, ela leva os três “culpados” para um cativeiro e sua psicóloga Natália, interpretada por Júlia Lemmertz, para descobrir quem é o verdadeiro culpado e quem seria punido pelas suas ações.


Elenco

Em relação ao elenco, a produção contou com grandes atores como Cláudia Abreu, Júlia Lemmertz, Alexandre Borges e César Melo. No filme, eles conseguiram tirar o melhor lado de Cláudia Abreu que deu seu máximo na produção, o espectador conseguiu sentir todos os sentimentos com a sua atuação. Ela conseguiu mostrar a realidade de uma mãe que perdeu a filha para um bandido.

Também contamos com Júlia Lemmertz no elenco, que já tem anos de experiência em novelas e filmes brasileiros. Ela interpreta Natália, que é psicóloga do grupo de apoio e se encaixou muito bem no papel, visto que ela passa uma energia calma. E contamos com a participação de Alexandre Borges, que é um grande nome no meio artístico brasileiro, mas, infelizmente, seu papel não foi muito ativo para a história.


A realidade carioca

Essa produção trouxe a realidade de milhares de cariocas, e o medo constante que é sair de casa e não saber se vão voltar ou não. A blitz de bandido é algo real e nesse filme é retratado com muita clareza como funciona. Além disso, traz temas como o luto e a dor de uma mãe ao perder sua filha, ao longo do filme é visto que o luto é um sentimento que tem impacto diferente na vida das pessoas.


As produções brasileiras estão cada vez melhores, o filme me chocou bastante ao mostrar a realidade nua e crua de uma pessoa que precisa lidar com a violência diariamente. Também acho que eles souberam usar os cenários e os atores de forma positiva para que o filme pudesse ser o mais real possível. Cláudia Abreu foi uma grande aposta para esse filme, visto que a atriz tem anos de experiência e consegue transparecer muito bem seus sentimentos para o espectador. Com todos esses pontos positivos, gostei muito da produção e recomendo assistir nos cinemas.


Comments


bottom of page