G-KZDPBHECNM
top of page
  • Foto do escritorMaria Tosin

3 documentários que parecem mentira

Os documentários mais famosos com certeza são sobre crimes ou de serial killers, mas nós separamos documentários de outros temas que parecem ser uma história da ficção.


Dançando Para o Diabo

3 documentários que parecem mentira

Lançado recentemente pela Netflix, o documentário de três episódios de 1 hora cada conta a história sobre um pastor que resolveu recrutar dançarinos que ficaram famosos no TikTok para entrarem para sua igreja, mas o que os jovens não sabiam é que na verdade se tratava de uma seita que usava a religião como forma de convencer os dançarinos a trabalharem incansavelmente para o pastor. Ao longo do documentário descobrimos crimes que aconteceram dentro da igreja e acreditem: a seita ainda existe e alguns dançarinos fazem parte dela, mostrando ser uma lavagem cerebral muito bem feita.



Não Conte a Ninguém

3 documentários que parecem mentira

Esse documentário da Max acompanha um crime que aconteceu na Espanha com uma família da Paraíba, mas além de trazer todos os detalhes de um crime chocante, que acabou com a morte de uma família inteira, inclusive de duas crianças, o que mais chama a atenção no documentário é como é possível ser cúmplice de um crime via internet, pelo WhatsApp.


Ashley Madison: Sexo, Mentiras e Escândalo

3 documentários que parecem mentira

Muito antes do Tinder ser a plataforma de relacionamento mais famosa, o precursor foi o site Ashley Madison, um site que basicamente oferece discrição para casados que querem trair sem ser pego, mas em 2015 um hacker invadiu o sistema do site e prometeu vazar os dados de todos os usuários se o site não acabasse. O documentário foca em algumas famílias que foram diretamente afetadas pelo vazamento de dados e levanta a discussão sobre a importância de proteger os dados dos clientes. O site está no ar até hoje. 



Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page