G-KZDPBHECNM
top of page
  • Foto do escritorMaria Tosin

Se Eu Fosse Luísa Sonza expõe o preço da fama

A série documental que narra a trajetória de Luísa Sonza na criação do álbum Doce 22 e Escândalo Íntimo chegou no dia 13 de dezembro à Netflix e trouxe a cantora novamente para o centro das redes sociais. Saiba a seguir o que achamos do documentário!


Luísa Sonza tinha muito a dizer 

Sabemos que a criação de um documentário sobre alguém tem um objetivo por trás e com a Luísa Sonza não foi diferente, claramente a estratégia de fazer um documentário era mostrar o que realmente estava acontecendo na vida privada da cantora e deixar um alerta para quem acha que a internet é terra sem lei e inofensiva. Para quem achou que a produção seria um documentário vazio e que serviria apenas para gerar ainda mais fofoca, se surpreendeu. Nos episódios Luísa mostra porque é uma artista, critica as atitudes dos artistas do mainstream que fazem sempre a mesma fórmula e cedem a pressão das grandes empresas como o TikTok.



As cicatrizes e fragilidades da cantora ficam expostas

O brilho do documentário é conseguir nos levar até as cicatrizes e fragilidades da cantora, alguém que encontrou o amor muito nova, se casou jovem com uma figura pública e teve que enfrentar julgamentos pesados desde cedo. É assustador ver o brilho e a felicidade de Luísa sumindo em cada fase da sua vida, sua pele, sua saúde física e mental e sua voz vão sofrendo os efeitos de cada pancada que ela levava da internet, ela pagou um preço muito caro por ser uma das primeiras cantoras da sua geração pregando a liberdade da mulher ao mesmo tempo que adora viver um amor.


O recado que fica

Ao final do documentário você reflete sobre o preço da fama e o porque muitos artistas morrem jovens, pois o mercado artístico não foi feito para humanos, as agendas lotadas, a falta de sono e muitos outros fatores só são aceitos por alguém que ama o que faz ou que não se imagina fazendo outra coisa. Ao final da produção o que se espera é que as pessoas pensem antes de fazer um comentário na internet ou julgar alguém, e que pelo menos consigam olhar para a Luísa com mais carinho.



Se esse documentário não foi capaz de acabar com a visão distorcida que as pessoas tem da cantora, nada mais será capaz de fazer isso.


bottom of page