G-KZDPBHECNM
top of page
  • Foto do escritorVictor Taouil

House, M. D.: o resumo da série

Se você ainda não assistiu a série House M. D. e quer saber se vale a pena ou não, você não pode perder essa leitura, resumimos com dois episódios como é a dinâmica da série. Caso você já tenha assistido, vai adorar relembrar os grandes momentos do nosso médico preferido.


O enredo

A série médica House acompanha a vida do Dr. Gregory House, um médico fora do comum, com hábitos excêntricos e vícios em remédios para alívio de sua dor. House, na maior parte da série, lidera uma equipe de 3 médicos brilhantes (Eric Foreman, Robert Chase e Allison Cameron) que se debruçam sobre casos médicos complexos e raros. Gregory não é uma pessoa fácil, se relaciona de maneira distante e tóxica com todas as pessoas ao seu redor – Incluindo pacientes, o único que suporta House é James Wilson, um médico oncologista do hospital.



Durante os episódios, as vidas pessoais dos principais personagens vão sendo cada vez mais abertas ao público, impossível não sentir que você conhece cada personagem pessoalmente. Apesar do clímax dos episódios serem os diagnósticos das doenças, os dramas pessoais são bem abordados em uma trama bem elaborada do início ao fim.


Abaixo escolhemos e resumimos 2 episódios da série que sintetizam o que é a trama:


Temporada 2, episódio 9 (A decepção)

Ao longo da série, Dr. House fala inúmeras vezes “Everybody lies” (Todo mundo mente), essa desconfiança o ajuda a resolver vários casos, e nesse episódio é crucial para salvar a vida de Frankie, um intercambista com sintomas bem específicos. Frankie sofre de dores abdominais e dificuldade respiratória, após uma investigação à lá House (métodos que não são aprovados pela diretoria do hospital, mas muitas vezes eficientes) é descoberto que o garoto tem um distúrbio chamado porfiria aguda intermitente. Tal condição leva a um acúmulo de substâncias tóxicas e que, por consequência, o fazem ter os sintomas relatados.



Não bastasse a doença descoberta, Frankie começa a ter episódios de alucinação e psicose. House desconfia de uso de drogas pelo próprio garoto e o pressiona para confirmar sua teoria. Sim, Gregory muitas vezes confronta de maneira veemente os próprios pacientes. No entanto, somente o médico poderia, após uma investigação bem pessoal sobre Frankie e sua família, ter uma epifania e descobrir que a própria mãe de Frankie está adoecendo o filho ao dar toxinas propositalmente para mantê-lo por perto. A mãe é diagnosticada com síndrome de Munchausen por procuração e as medidas são tomadas para reabilitação do filho.


Temporada 3, Episódio 18. (Airborne)

House e Lisa Cuddy (A diretora do hospital e a pessoa que “controla” as loucuras de Dr. House) estão voltando de avião aos EUA após uma conferência média em Singapura. Gregory está sentado sozinho na primeira classe, aproveitando o voo quando um homem ao seu lado começa a passar mal, a primeira suspeita é que ele esteja alcoolizado e por isso o médico não leva muito a sério os sintomas no início. Um adendo importante é que Gregory não se interessa por doenças comuns, pacientes e diagnósticos fáceis, os casos que o intrigam são sempre os mais complexos.


O homem não para de passar mal e o mal-estar começa a se espalhar pelo avião. Mas ainda assim o médico acredita não ser nada demais, somente o início uma histeria em massa. Porém, um novo sintoma aparece: manchas na pele. House agora está 100% focado em desvendar o caso, enquanto Cuddy começa a se preocupar.


House faz do avião o seu consultório e começa o seu processo de investigação. Enquanto os médicos tentam descobrir o diagnóstico, o primeiro paciente tem uma piora rápida. O problema se torna ainda maior quando Cuddy começa a desenvolver os sintomas.


Detalhe: eles estão literalmente no meio da viagem, não há como voltar e estão longe de chegar. House não tem opção, tem que fazer testes e exames da maneira que consegue ali mesmo no avião. El faz uma punção lombar no primeiro paciente e ela dá resultado inconclusivo.


O mais surpreendente vem a seguir: para provar sua teoria, o médico, avisa a todos os passageiros que existem pessoas com meningite bacteriana e que todos ali podem ser infectados, também os alerta sobre os sintomas, sendo “tremor na mão esquerda” um deles. Em instantes grande parte da tripulação começa a ter a mão esquerda trêmula. Provando que há histeria coletiva na tripulação e não uma doença infecciosa. Porém, ainda não consegue explicar os sintomas do primeiro paciente.

Gregory chega à conclusão de que o rapaz era na verdade um transportador de droga e que alguma embalagem estourou dentro de seu estômago, decide operá-lo no avião para salvar sua vida. Ao iniciar o procedimento, uma reação do paciente chama a atenção, mesmo inconsciente o rapaz sente alívio ao ter suas juntas apertadas. Ao vasculhar os pertences do homem, House e Cuddy descobrem que ele mergulhou com cilindro um dia antes de viajar de avião. Kabum!!! Ele está sofrendo de descompressão. O avião deve voar muito baixo para que o homem possa se estabilizar.

Se você gostou de conhecer um pouco mais da série e quer conferir todos os episódios, ela está disponível no Prime Video, na Globoplay e na HBO Max.



Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page