• Arthur Ripka Barbosa

Produções sobre futebol americano

No domingo, dia 07/02, acontecerá em Tampa, o Super Bowl 55, a final da National Football League, popularmente conhecida como NFL. O time da casa, Tampa Bay Buccaneers, comandado pelo lendário Tom Brady (ou mais conhecido entre os brasileiros como Marido da Gisele Bündchen), enfrentará o atual campeão, Kansas City Chiefs, da nova estrela da liga, Patrick Mahomes. O domingo do Super Bowl é, talvez, o principal dia pro entretenimento americano, porque, além de ser a final do esporte mais popular do país, há também o show dos principais artistas americanos durante o intervalo (esse ano The Weeknd é quem irá se apresentar), além dos comerciais exclusivos que custam em torno de R$ 30 milhões para serem exibidos por meros 30 segundos. E claro que isso iria influenciar a indústria cinematográfica. Confira a seguir algumas produções que tem o futebol americano como pano de fundo.


Golpe Baixo

Talvez esse seja o primeiro contato de muitos brasileiros com o esporte americano. O filme acompanha Paul Crewe (Adam Sandler), um ex-quarterback da NFL que é preso após se envolver em uma perseguição policial e bater o seu carro. Na prisão, ele é convencido a treinar o time dos detentos para um jogo exibição contra o time dos guardas penitenciários. O que se passa no filme depois é o que vemos em quase todos os filmes do Adam Sandler, mas mesmo assim, esse é um dos melhores já feitos pelo ator, embora a crítica não concorde muito com isso. Ah, e infelizmente as jogadas que acontecem no filme não podem ser feitas num jogo de verdade, porque seriam consideradas faltas de formação ilegal.


Last Chance U


Diferentemente do futebol que conhecemos, os times de futebol americanos não possuem categorias de base. Para que um jovem possa entrar na NFL, ele tem que ser draftado, e para isso, ele precisa cumprir todo um caminho desde a escola até a universidade tendo destaque no esporte. As chances são maiores para aqueles atletas que atuam em universidades da 1ª divisão. Tendo cada uma das suas 5 temporadas focadas em times de diferentes universidades comunitárias, a série documental da Netflix acompanhou os atletas que buscam ascender para essa divisão com objetivo de serem draftados. A série até foi renovada para uma 6ª temporada, mas terá como foco o basquete.


Um Homem Entre Gigantes

Baseado em fatos reais, o filme conta a história do médico nigeriano que desafiou a NFL ao descobrir que vários ex-jogadores morreram em decorrência de uma doença causada pelas sucessivas e agressivas pancadas que sofriam na cabeça: a encefalopatia traumática crônica (ETC). Estrelado por Will Smith, o filme exagera em alguns pontos, mas de fato mostra como a liga foi resistente em adotar as atuais medidas que protegessem os jogadores das concussões (inclusive “Concussion” é o nome original do filme). Portanto, não estranhe se você ver no Super Bowl um jogador sendo retirado de campo após bater a cabeça, mesmo aparentando estar bem. E por curiosidade, essa doença não ocorre só no futebol americano. Bellini, capitão do primeiro título mundial do Brasil em 1958, faleceu em decorrência da demência causada pela doença, causada pelas inúmeras cabeçadas na bola.


Blue Mountain State

Essa é uma série de comédia estilo American Pie. Ela acompanha Alex Moran (Darin Brooks), um quarterback novato e preguiçoso do time da universidade de Blue Mountain State, seu amigo mulherengo e festeiro, Sammy Cacciatore (Chris Romano), e o capitão veterano e rival pessoal, Thad Castle (Alan Ritchson) e brinca com situações que acontecem com o dia a dia do time, como exame de antidoping e casos de concussões, e da vida universitária americana, principalmente envolvendo as fraternidades. A série só teve 3 temporadas, mas os fãs eram tão fiéis a ela, que conseguiram arrecadar dinheiro para um filme que concluiu a série: Blue Mountain State - The Rise of Thadland.


Posts recentes

Ver tudo