• Maria Tosin

A Teacher: minissérie mostra o abuso sexual de outra maneira

Atualizado: Fev 10


Como vocês já sabem eu vivo em busca de produções em todas as emissoras possíveis e no ano passado eu encontrei a série “A Teacher” da Hulu. Ultimamente as produções da Hulu estão me agradando bastante e resolvi assistir porque no elenco tinha o conhecido Nick Robinson, que faz o papel de Simon no filme “Com amor, Simon”, mas nessa série ele é Eric, um menino que está terminando o ensino médio e sonha entrar para a faculdade. Logo ele conhece a professora Claire, que decide ajudar ele a alcançar seu sonho com aulas de reforço grátis.



Até aí é uma história normal de adolescente, porém, Eric começa nitidamente a se apaixonar por sua professora, que é casada e está tentando ter filhos. Acredito que todo mundo já se apaixonou por algum(a) professor(a) ao longo dos anos de colégio, parece até algo natural do processo de amadurecimento do adolescente, o grande problema é que Claire retribui este sentimento. Eric de 17 anos e Claire de 30 e poucos anos começam um relacionamento, que no início da série é retratado como uma história de amor comum, cheio de segredos e hormônios a flor da pele, você até começa a achar que aquilo é normal, os dois se gostam e aconteceu, mas logo a série te dá um choque de realidade e mostra como esse relacionamento é ERRADO.

Cada país possui uma lei, mas a maioria deles proíbe relacionamento adulto com menores de idade, mesmo que você prove que os dois estão juntos por livre e espontânea vontade o adulto pode ser preso por essa atitude. No caso de Claire e Eric a situação é ainda mais complicada, pois ela é professora dele, o que dá a ela um cargo de poder, o que pode influenciar ainda mais o aluno e caracteriza como falta de ética por parte do profissional.


Não quero dar spoilers, pois a minissérie possui apenas 10 episódios de 30 minutos cada que focam muito mais em como esse tipo de relação é prejudicial para os dois, mas muito mais para Eric. Parece que com o passar do tempo normalizamos certas coisas que estão completamente erradas e que o cinema faz o favor de intensificar. Vale a pena conferir a produção e refletir com tudo que ela traz à tona.


Posts recentes

Ver tudo

Quer escrever aqui? Envie um e-mail pra gente!

©2019 por pippoca.